ARTIGOS

Você está em - Home - Artigos - A inter-relação dos fragmentos de ativação de complemento e fatores de angiogênese relacionados no início da gravidez e sua associação com pré-eclâmpsia.

A inter-relação dos fragmentos de ativação de complemento e fatores de angiogênese relacionados no início da gravidez e sua associação com pré-eclâmpsia.



OBJETIVO:
Para determinar as inter-relações durante a gravidez precoce de activação do complemento Bb-fragmentos, C3a e SC5b-9, e factores relacionados com a angiogénese do factor de crescimento placentário (PIGF), solúvel fms-like endoglina tirosina-quinase-1 (sFlt-1) e solúvel (Seng ), e suas associações com pré-eclâmpsia.
PROJETO:
Estudo de coorte prospectivo.
LOCAL:
Complemento Denver estudo (Junho de 2005 a Junho de 2008).
POPULAÇÃO:
Um total de 668 mulheres grávidas com gestações únicas, recrutados entre 10 e 15 semanas de gestação.
MÉTODOS:
Utilizando análise de regressão logística multivariada e univariada, as concentrações de complemento de ativação-fragmentos e angiogênese fatores relacionados foram comparados entre 10 e 15 semanas de gestação em mulheres que posteriormente fez ou não desenvolveram pré-eclâmpsia. Inter-relações entre essas variáveis ​​foram testadas através do teste não-paramétrico de Spearman coeficiente de correlação de classificação.
O principal parâmetro de
A pré-eclâmpsia. A associação de activação do complemento, fragmentos e factores relacionados com a angiogénese com obesidade foi também examinada.
RESULTADOS:
A média (+ /-SD), os níveis de Bb complemento no início da gravidez entre as mulheres que fizeram e não desenvolvem pré-eclâmpsia foram de 0,84 (+ / -0,26) mcg / ml e 0,69 (+ / -0,2) mcg / ml, respectivamente (P = 0,001). As concentrações de PIGF foram significativamente (P = 0,01) inferior (31 + / - 12 pg / ml) no início da gravidez no grupo de pré-eclâmpsia das mulheres, em comparação com o grupo de normotensos (39 + / - 32 pg / ml). A odds ratio ajustada (AOR) do BB e PIGF foram de 2,1 (IC = 1,4-3,1, P <0,0003) e 0,2 (IC = 0,07-0,7, P = 0,01), respectivamente. Não houve diferença significativa nos níveis de C3a, SC5b-9, sFlt-1 e Seng no início da gravidez em mulheres que desenvolveram pré-eclampsia, em comparação com as mulheres que permaneceram normotensos durante a gravidez. Níveis mais elevados de Bb (P = 0,0001) e C3a (P = 0,03), e menores níveis de sFlt-1 (P = 0,0002) e Seng (P = 0,0001) foram encontrados entre as mulheres com obesidade, em comparação com os não-obesos controles. Não foram encontradas relações significativas entre os fragmentos complemento-ativação e os fatores relacionados com a angiogênese.
CONCLUSÕES:
Nesta coorte, durante o início da gravidez, aumento das concentrações de activação do complemento Bb-factor e as concentrações mais baixas de PIGF foram associados com o desenvolvimento da pré-eclâmpsia mais tarde na gravidez.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?term=Increased%20sFlt-1%20to%20PIGF%20ratio%20in%20women%20who%20subsequently%20develop%20preeclampsia

VEJA TAMBÉM:

  • A resistência à insulina e alterações na angiogênese: insultos aditivos que podem levar à pré-eclâmpsia.
  • Três estágios de triagem contingente de síndrome de Down.


  • Texto Original



    OBJECTIVE:
    To determine the interrelationships during early pregnancy of complement-activation fragments Bb, C3a and sC5b-9, and angiogenesis-related factors placental growth factor (PiGF), soluble fms-like tyrosine kinase-1 (sFlt-1) and soluble endoglin (sEng), and their associations with pre-eclampsia.
    DESIGN:
    Prospective cohort study.
    SETTING:
    Denver complement study (June 2005-June 2008).
    POPULATION:
    A total of 668 pregnant women with singleton gestations, recruited between 10 and 15 weeks of gestation.
    METHODS:
    Using univariable and multivariable logistic regression analysis, concentrations of complement-activation fragments and angiogenesis-related factors were compared between 10 and 15 weeks of gestation in women who subsequently did or did not develop pre-eclampsia. Interrelationships between these variables were tested using the non-parametric Spearman rank correlation coefficient.
    MAIN OUTCOME MEASURE:
    Pre-eclampsia. The association of complement-activation fragments and angiogenesis-related factors with obesity was also examined.
    RESULTS:
    The mean (+/-SD) levels of complement Bb in early pregnancy among women who did and did not develop pre-eclampsia were 0.84 (+/-0.26) microg/ml and 0.69 (+/-0.2) microg/ml, respectively (P = 0.001). Concentrations of PiGF were significantly (P = 0.01) lower (31 +/- 12 pg/ml) in early pregnancy in the pre-eclamptic group of women, as compared with the normotensive group (39 +/- 32 pg/ml). The adjusted odds ratio (AOR) of Bb and PiGF were 2.1 (CI = 1.4-3.1, P < 0.0003) and 0.2 (CI = 0.07-0.7, P = 0.01), respectively. There was no significant difference in the levels of C3a, sC5b-9, sFlt-1 and sEng in early pregnancy among women who developed pre-eclampsia, compared with women who remained normotensive during pregnancy. Higher levels of Bb (P = 0.0001) and C3a (P = 0.03), and lower levels of sFlt-1 (P = 0.0002) and sEng (P = 0.0001) were found among women with obesity, compared with non-obese controls. No meaningful relationships were found between the complement-activation fragments and the angiogenesis-related factors.
    CONCLUSIONS:
    In this cohort during early pregnancy, increased concentrations of complement-activation factor Bb and lower concentrations of PiGF were associated with the development of pre-eclampsia later in pregnancy.


    VEJA TAMBÉM:

  • Concentrações no líquido amniótico de alfa-fetoproteína (AFP) em gravidez normal precoce e gravidez complicada por defeitos do tubo neural. Uma revisão de 18 meses de experiência.
  • Desempenho de um painel de marcadores séricos maternos na predição de pré-eclâmpsia em uma gestação de 11-15 semanas.